Programa de Incentivo às RPPNs

A Mata Atlântica depende cada vez mais dos proprietários de terra para assegurar a sua conservação e conexão da paisagem à longo prazo. Nesse sentido, as Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) despontam como importantes aliadas na tarefa de recuperação e conectividade do Bioma, pelo ato de criação voluntária dessas áreas protegidas por proprietários de todo o país. Hoje, já são mais de 1055 RPPNs no Brasil, com mais 720 dessas reservas protegendo ecossistemas da Mata Atlântica, cumprindo valiosa função na ligação entre remanescentes florestais isolados.

Nesse cenário, a Aliança para Conservação da Mata Atlântica lançou em 2003 o Programa de Incentivo às RPPNs da Mata Atlântica, até então, única linha de financiamento que apóia diretamente proprietários de reservas particulares no país. O objetivo é estimular o aumento da área protegida da Mata Atlântica, além de fortalecer a figura RPPN, promover a organização dos proprietários e buscar iniciativas de sustentabilidade das reservas, contribuindo para a consolidação dos corredores de biodiversidade e regiões estratégicas nas quais atua: Corredor Central, Corredor da Serra do Mar e, a partir de 2006, Corredor do Nordeste e Ecorregião Florestas com Araucárias. O sucesso da iniciativa fez com que a The Nature Conservancy (TNC) se associasse à Aliança na coordenação do Programa.

Como um reconhecimento à motivação dos proprietários que atuam na proteção desses remanescentes, o Programa de Incentivo oferece recursos financeiros desburocratizados, sem a necessidade de contrapartida financeira, como forma de valorizar esse modelo privado de conservação. Em dez editais ao longo de oito anos, o Programa já apoiou a criação de mais de 469 reservas, protegendo cerca de 29 mil hectares, e a gestão de 84, que somam 25 mil hectares, além de ações em políticas públicas, capacitação e publicações, a partir de recursos provenientes do CEPF, Bradesco Cartões, Bradesco Capitalização, Projeto Proteção da Mata Atlântica I e II (Funbio/MMA/KfW), Fundação Toyota do Brasil e TNC.